quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Zé Pedro


"Pois foi... Comprámos todos daquelas pistolas de fulminantes, chapéus mexicanos e tambores...
Bem, era uma cena de nem passar pela cabeça. Fartáva-nos d disparar à entrada das povoações e dávamos gritos como se fôssemos fazer um assalto... Um dia estávamos nessa quando ouvimos um comboio, pussemos lenços a tapar a cara e desatámos aos tiros pendurados da janela da carrinha...Mas o comboio apareceu do outro lado. Estávamos mal posicionados!"

(Zé Pedro, in Conta-me Histórias, Xutos & Pontapés.)

2 comentários:

Anónimo disse...

Sao daquelas historias q tu contas com um brilho no olhar

Anónimo disse...

Grandes doidos!